Conecte-se Conosco

Política

Soraya Thronicke indica emendas no valor total de R$ 514 mil ao Assentamento Bandeirantes em Miranda

R$ 232 mil para a implantação da técnica de cultivo hidropônico no assentamento e R$ 282 mil para a construção de tanques elevados para a criação de pintado

It News MS

Publicado

 em

Assessoria

A senadora Soraya Thronicke (PSL/MS) indicou, ao Orçamento Geral da União deste ano (OGU 2021), duas emendas no valor total de R$ 514 mil para o Assentamento Bandeirantes, localizado no município de Miranda (MS). De acordo com a parlamentar, são R$ 232 mil para a implantação da técnica de cultivo hidropônico no assentamento e R$ 282 mil para a construção de tanques elevados para a criação de pintado.

“Tenho buscado destinar recursos para a agricultura familiar do Estado e, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, quero contribuir também com a implantação e capacitação dos assentados para que eles tenham condições de ampliar a renda mensal”, declarou Soraya Thronicke, completando que o foco é transformar o Assentamento Bandeirantes em um modelo para os outros do Estado.

A senadora acrescenta que, após viabilizar o projeto, o próximo passo será levar o mesmo modelo para as aldeias indígenas de Mato Grosso do Sul. “Primeiro, precisamos mudar o conceito social da agricultura familiar, pois os assentados precisam de investimentos em capacitação. Esses pequenos produtores rurais já são proprietários de terras férteis e, agora, falta produzir e agregar valor aos seus produtos. Depois, a intenção é reproduzir esse elo do IFMS com o pequeno agricultor e com os indígenas do Estado, gerando ótimos frutos para ambos”, planeja a senadora.

A reitora do IFMS, Elaine Cassiano, explica que a parceria com a senadora Soraya Thronicke contribui para que o Instituto possa levar às comunidades do Estado o seu projeto de inovação e tecnologia. “Nós temos várias pesquisas no âmbito do IFMS e agora vamos colocá-las em prática, começando pelos sistemas produtivos de criação sustentável de pintados em tanques elevados e de cultivo hidropônico. O Assentamento Bandeirantes será um modelo para os outros assentamentos do Estado e, por isso, já planejamos iniciar o projeto no mês de maio, levando seis meses para implantar e mais seis meses para acompanhar”, informou.

Segundo a reitora, com os recursos das emendas da senadora, serão construídos de 16 a 20 tanques elevados e três estufas para o cultivo hidropônico. “Esses dois projetos são sustentáveis e não utilizam muita água. A ideia é ensinar as 60 famílias do Assentamento Bandeirantes para que eles possam tocar os dois projetos sozinhos e até formarem uma cooperativa, pois somente os tanques de peixe devem gerar uma renda mensal de até R$ 25 mil para o assentamento todo”, explicou, estimando que, com a hidroponia, a cada 45 dias será possível produzir até 3 mil plantas.

Além da implantação dos dois projetos, a parceria do IFMS com o Assentamento Bandeirantes inclui a capacitação dos assentados em empreendedorismo, fluxo de caixa e aproveitamento da carcaça dos peixes. “Com o sucesso dessa parceria entre a senadora e o Instituto, no próximo ano queremos levar o mesmo modelo para as aldeias indígenas. Já estou mapeando essas aldeias para iniciar o projeto em 2022”, revelou Elaine Cassiano.

Para o líder do Assentamento Bandeirantes, Joeldo de Oliveira, as emendas da senadora Soraya Thronicke, aliadas com a parceria com o IFMS, vão ajudar a melhorar a renda dos assentados. “Nós só temos a agradecer à senadora Soraya, pois sem esse recurso nada disso seria possível. Esperamos que os dois projetos sejam implantados dentro do prazo para que, a partir de 2022, já possamos comercializar a nossa produção de pintado e de hortaliças”, finalizou.​

Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Enquete

Facebook

Publicidade