Conecte-se Conosco

Cidades

MS quer doses extras de vacina para municípios de fronteira

Solicitação será feita em agenda presencial junto ao Ministério da Saúde, em Brasília

It News MS

Publicado

 em

Divulgação

O secretário de estado de Saúde, Geraldo Rezende, afirmou na manhã desta segunda-feira (12), que solicitará ao Ministério da saúde doses extras de vacina contra a Covid-19 para atender as cidades de fronteiras com a Bolívia e Paraguai.

“Haveremos de solicitar um quantitativo maior de vacinas para atender os municípios de faixa de fronteira tendo em vista que temos muitos brasileiros que vivem no Paraguai que tem suas atividades dentro do Paraguai, chamados de ‘Brasiguaios’, também cidadãos da Bolívia que tem dupla nacionalidade. Alguns recorrem ao Sistema Único de Saúde (SUS), para serem imunizados”, coloca o secretário.

Rezende informou que a solicitação será feita presencialmente, em agenda com a presença do governador Reinaldo Azambuja junto ao ministério da saúde. A agenda, segundo Geraldo, será realizada na terça-feira (13), em Brasília.

O estudante Heitor Brum, 22 anos, está no 10º período do curso de medicina no Paraguai. Segundo ele, no país vizinho, os estudantes de medicina e internos ainda não foram vacinados e não existe uma previsão para a imunização.

“Nós alunos e internos ainda não temos uma previsão, o número de vacinas disponíveis ainda é bem pequeno. Tanto é que os internos foram dispensados do serviço por 15 dias, pelo risco de exposição e por não ter vacina para eles”, afirma.

Heitor iniciará o internato médico, semelhante a um estágio supervisionado, em julho, e garante estar preocupado com a exposição.

“Estou mais preocupado agora do que há um ano. A situação é bem crítica aqui, justamente pela falta de leitos e pelas variantes do vírus. Me sinto exposto o tempo todo”, completa o estudante.

Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Enquete

Facebook

Publicidade