Conecte-se Conosco

Política

Governo de MS gasta R$3,8 milhões em compras de EPIs e não recebe

Entre os itens estavam máscaras de proteção facial, luvas, termômetros e álcool 70%

It News MS

Publicado

 em

Reprodução

Diante o cenário do coronavírus, o governo de Mato Grosso do Sul acertou o montante de R$ 3,8 milhões para compras emergenciais de produtos para o enfrentamento da pandemia, mas nunca recebeu. Entre os itens estão: máscaras de proteção facial, luvas, termômetros e álcool 70%.

Essas informações podem ser encontradas no portal de compras emergenciais do próprio governo, alimentado pela última vez na quinta-feira (4). Os processos de aquisição frustrados partiram do Fundo Estadual de Saúde, da SED (Secretaria de Estado de Educação), da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), do Funpes (Fundo Penitenciário de Mato Grosso do Sul) e da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul).

Entre as compras não entregues estão 670,8 mil máscaras ao custo de R$ 1,395 milhão. Os produtos deveriam ser fornecidos à SED. O processo de dispensa de licitação é de julho de 2020.

A SED também comprou, mas não levou 210,2 mil frascos de álcool em gel pelo preço de R$ 891,6 mil, bem como 17,7 mil termômetros de testa por R$ 313,9 mil.

Já a Sejusp lançou mão da lei federal que autorizou compras emergenciais para combate à pandemia para acertar a aquisição de um aparelho de raio-X, ao custo de R$ 275 mil. Mas, segundo a Transparência do governo estadual, também não recebeu a encomenda.

A lista de produtos comprados não entregues continua. Tem também sabonetes, luvas e placas de acrílico.

Segundo o portal, o governo não sinalizou o pagamento dos equipamentos, uma vez que não emitiu notas de empenho. Além disso, também não fechou contrato.

Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Enquete

Facebook

Publicidade