Conecte-se Conosco

Cidades

Boa notícia: 92% das cidades de MS não registraram morte por Covid em novembro

Somente seis cidades tiveram mortes, a maioria dos óbitos se concentra em Campo Grande e Dourados

It News MS

Publicado

 em

Foto: Divulgação

Mato Grosso do Sul segue estável e mantém um número baixo de mortes por coronavírus. Das 79 cidades do Estado, 73 não registraram um óbito sequer, ou seja, 92% dos municípios zeraram mortes pela doença no mês de novembro. Ao todo, foram 13 vítimas da doença em MS desde o início do mês, sendo que seis eram pessoas idosas.

Os primeiros boletins epidemiológicos divulgados em novembro não tiveram nenhuma morte registrada em Mato Grosso do Sul. Somente a partir do boletim do dia 5 de novembro é que o Estado começa a registrar óbitos. As cidades que tiveram óbitos foram Amambai, Bonito, Campo Grande, Dourados, Ladário e Ponta Porã.

As primeiras mortes do mês ocorreram na cidade de Dourados, em pacientes idosos de 80 e 89 anos. Ambos os pacientes tinham comorbidades, como diabetes e doença cardiovascular crônica, mas é importante lembrar que a cidade vive um surto de covid dentro das aldeias indígenas.

No dia 8 de novembro, foi registrada a morte de um paciente de 56 anos sem comorbidades em Bonito. Já no boletim do dia 10, foi registrada a morte de um bebê de apenas um ano de idade. O caso chamou a atenção e o secretário Geraldo Resende até comentou sobre a situação. “Além de outras patologias, imunodepressão, ela também foi acometida de covid e veio a óbito. É triste, apenas um ano e poucos meses de idade”, disse na ocasião.

O dia 12 de novembro foi o que teve mais mortes registradas. Foram quatro óbitos, sendo três em Campo Grande e um em Ladário. Os pacientes de Campo Grande tinham 50, 83 e 53 anos, sendo que um deles não tinha comorbidades relatadas. Em Ladário, a vítima foi um homem de 63 anos, com diabetes e hipertensão.

No feriado do dia 15 de novembro, foi registrado o óbito de um paciente de 76 anos, com comorbidades, em Ponta Porã. No dia 17, houve o registro da morte de uma paciente de 43 anos em Amambai e uma mulher de 56 anos em Dourados. Ambas tinham comorbidades, como diabetes.

Por fim, o último boletim trouxe duas mortes em Campo Grande: uma mulher de 47 anos sem comorbidades relatadas e um homem de 89 anos com fatores de risco, como diabetes e doença cardiovascular crônica.

Os dados têm mostrado uma certa estabilidade no número de óbitos por covid. Felizmente, a média é baixa: desde o início do mês, a média móvel tem oscilado entre uma e duas mortes diárias em Mato Grosso do Sul. Na segunda-feira (22), a média móvel foi calculada em 1,4 óbitos diários por covid em MS.

Atenção para aumento de casos

A quantidade de casos novos de covid registrados nos últimos dias chamou a atenção das autoridades de saúde. A secretária adjunta Crhistinne Maymone alertou que houve um aumento de mais de 50% no número de casos e pediu que as pessoas não se esqueçam de vacinar. Conforme dados da SES, a última semana epidemiológica registrou 606 casos confirmados, enquanto a semana anterior teve 395 casos — um aumento de 53%.

“A ciência já demonstrou que a vacina tem eficácia. Mas, se você demora, não toma 2ª ou a 3ª dose, os casos vão aumentar. Se você quer que mantenha a vida normal, tome a vacina”, orientou.

Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Enquete

Facebook

Publicidade