Conecte-se Conosco

Campo Grande

Aulas serão retomadas na maioria das escolas municipais de Campo Grande na terça-feira, diz Semed

Casos pontuais demandam mais tempo para resolver e devem ficar mais tempo sem atividades

It News MS

Publicado

 em

Foto: Divulgação

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) de Campo Grande informou na manhã desta segunda-feira (18) que a maioria das escolas municipais deve retornar às aulas na terça-feira. As atividades letivas foram suspensas nesta segunda-feira devido aos danos causados pelo temporal de sexta-feira (15).

Conforme a assessoria de comunicação da pasta, cerca de 70% das escolas tiveram algum prejuízo com o temporal como queda de árvores em muro, destelhamento e sujeira no interior. “No fim de semana, as equipes fizeram força-tarefa e conseguiram reparar a maioria dos danos”, informou a Semed.

Uma das escolas que não devem retomar é a Frederico Soares, localizada na Vila Popular, onde uma árvore de grande porte derrubou o portão do prédio. Além disso, a árvore destruiu a fiação que passa pelo local e o trabalho de retirada e reparo depende da Energisa. Porém, as equipes trabalham no local para liberar para as aulas até terça-feira.

Assim, a Semed comunica que alguns casos pontuais apenas que não devem retornar, mas os pais ou responsáveis pelos alunos serão comunicados pelos diretores das instituições.

Sujeira e insetos

No Ceinf (Centro de Educação Infantil) Michele Regina Locatelli, no bairro Aero Rancho, não houve danos estruturais, porém, o temporal com ventos acima de 100 km/h levou muito sujeira e até insetos para dentro das salas de aula. O Ceinf conta com cerca de 300 alunos.

A diretora da unidade, Mariley Braga, comentou que, durante a limpeza, era “terra para tudo quanto é lado”. Além disso, encontraram animais como aranhas nas salas de aula. “Estamos arrumando o que tem que ser arrumado”. Nesta segunda-feira, os funcionários do administrativo estão limpando e organizando o prédio para que as aulas possam ser retomadas na terça-feira.

Aulas suspensas

De acordo com o superintendente de Finanças da Semed, Walter Pereira, a decisão foi tomada em reunião com diretores no domingo. “São várias escolas com queda de árvore, queda de muro, salas de aula com água da chuva e muitas sem energia”.

A própria sede da secretaria foi atingida por uma árvore.

Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Enquete

Facebook

Publicidade